domingo, 6 de janeiro de 2013

Leonard Nimoy: ele é o Sr. Spock (e tanto)!

 

 
Leonard Nimoy, um dos maiores ícones da cultura pop, vai fazer 82 anos em 26 de março!
(Fonte: Blog de Klau)


O artigo foi publicado no Blog de Klau naquele sábado, 26 de março de 2011 - eu apenas revisei o artigo e o editei. Como o artigo neste blog é sobre Leonard Nimoy, resolvi então antecipar o níver dele com um artigo reeditado e atualizado às vésperas do 82o aniversário dele, que vai ocorrer no dia 26 de março. Espero que gostem dessa matéria sobre o nosso querido e eterno vulcano Sr. Spock de "Jornada nas Estreelas: A Série Clássica". Bom divertimento!


Todo espectador de TV e Cinema que se preze tem Leonard Nimoy com um ídolo.

Afinal, ele foi ninguém menos que Sr. Spock, de "Jornada nas Estrelas/Star Trek", um dos personagens mais icônicos das telinhas e telonas de todos os tempos.

Com um currículo que ultrapassa as fronteiras da sétima arte, o ator, diretor, poeta, músico e fotógrafo completará 82 anos nessa terça-feira (26) - ele é a mais pura e completa tradução da cultura pop.

"Vou fazer 80 em 26/03. Terei uma festa monstruosa. 100 familiares e amigos viajarão grandes distâncias para celebrar as alegrias da vida. LLAP (Live Long And Prosper)", escreveu Nimoy em sua conta no Twitter, em março de 2011, lembrando a frase mais famosa de Spock: "Vida Longa e Próspera". ("Vida longa e próspera" foi escrito por Ted Sturgeon especialmente para Nimoy, que a eternizou, junto com a saudação vulcana, criada pelo próprio Leonard Nimoy.)

Através desses cinquenta anos, acompanhamos Leonard Nimoy em suas múltiplas atividades, e vimos como o "Sr. Spock", que era o oficial de ciências da nave Enterprise na série de TV - de setembro de 1966 a junho de 1969 - virou comandante e embaixador, chegando a contracenar com o próprio Spock jovem - interpretado por Zachary Quinto, em "Star Trek" (2009) - numa espécie de "passagem de bastão" de uma das personagens mais aclamadas de todos os tempos.




Os 2 Spocks: Leonard Nimoy e Zachary Quinto!


Se os seus milhões de fãs pelo mundo - e eu incluído! - ficaram tristes quando Nimoy anunciou sua aposentadoria, havia exatamente um ano, ficamos dias atrás extremamente alegres, pois ele não se cansou do ofício - já confirmou seu retorno à série "Fringe", onde interpreta William Bell.

Há também rumores de que o Sr. Nimoy estará no elenco de "O Hobbit" - "prequela" de "O Senhor dos Anéis" - emprestando sua maravilhosa voz para o dragão Smaug.

Nimoy já se deu muito bem como dublador - fez as vozes de Galvatron, para a animação "Transformers - O Filme", e The Zarn para "O Elo Perdido".

Alíás, surpresas não faltam na carreira do ator nascido em plena cidade estadunidense - Boston, Massachusetts, em 26 de março de 1931.

Multimídia, foi ele quem dirigiu a versão americana de "Três Solteirões e um Bebê" (1987) - com Tom Selleck, Steve Guttenberg e Ted Danson - sem contarmos suas bem sucedidas incursões na música, teatro e literatura.

Para celebrar os respeitosos 82 anos de Nimoy - e sua contribuição para a cultura pop mundial - e que vai rolar no dia 26 de março, terça-feira - você vai ver abaixo uma seleção de imagens, com inúmeras curiosidades de sua versátil carreira:











 

 
Cortesia da CBS Television Studios
 
Começando por seu trabalho mais conhecido, a cult série "Jornada nas Estrelas", que foi ao ar de 1966 a 1969, onde Nimoy levou três indicações ao Emmy pelo papel do vulcano Sr. Spock.

 
Cortesia da Paramount Pictures
 
O ator voltou a interpretar um Spock, já velho, no novo filme da franquia "Star Trek" (2009), dirigido por J.J. Abrams, e que rejuvenesceu a franquia - a cena em que os dois "Spocks" se encontram é impagável.









Cortesia da FOX Television

A parceria de Nimoy com J.J. Abrams deu tão certo, que ele foi chamado para fazer William Bell em "Fringe", interpretando o líder da empresa Massive Dynamic nessa série meio policial, meio ficção científica - ao estilo de "Arquivo-X".

Confira entrevista com o ator, falando sobre Bell:



E:












 

 
Cortesia da Touchstone Pictures
 
Como diretor, seus maiores sucessos foram "As Coisas Engraçadas do Amor" - com Gene Wilder e Mary Stuart Masterson, e "Três Solteirões e um Bebê" - com Tom Selleck, Steve Guttemberg e Ted Danson. Ele também dirigiu "O Preço da Paixão" e a comédia "Santo Matrimônio" (Holy Matrimony).

Nimoy empresta a voz para animações muito legais - é dele a voz de Galvatron em "Transformers: O Filme", de 1986.

Quem é viciado em "Os Simpsons" vai lembrar: no 10º episódio da 8ª temporada, Leonard narra quando Homer Simpson vê um alien e acham que ele estava só bêbado - era um episódio especial sobre a série de Mulder e Scully, "Arquivo-X", chamado "The Springfield Files".

Até onde você acha que foi a voz maravilhosa de Nimoy? Se disse "audaciosamente indo até nos Games", acertou! - em 2005, ele fez a narração do jogo "Civilization IV".

Nimoy participou do episódio "O Gorila", em outra cult série dos anos 60, "Bonanza" - dirigido por James P. Yarbrough, em 17 de dezembro de 1960 - onde interpretou o personagem Freddy.










 

 
Cortesia da CBS Television Studios
 
Ele atuou na série clássica "Missão: Impossível", nas temporadas de 1969-1971 - como Paris, e também em um episódio da primeira temporada de "Agente 86".
Em 1998, Nimoy deu vida a Mustapha Mond em "Brave New World", adaptação do clássico livro "Admirável Mundo Novo", de Aldous Huxley.

 
Nimoy escreveu duas autobiografias: a primeira, em 1975, intitulada "Eu não sou Spock/ I am not Spock", no qual ele conduzia diálogos entre o ator e a personagem; outra, em 1995, com o título "Eu Sou Spock/I am Spock" - ambas viraram best-seller.

 
Getty Images
 
Ainda nos meados dos anos 70, Nimoy escreveu e estrelou um monólogo chamado "Vincent", baseado na peça "Van Gogh", de Phillip Stephens
Em 1995, Nimoy se envolveu na produção de "Primortals", uma série em quadrinhos publicada pela Tekno Comix que abordava o primeiro contato de humanos com alienígenas.










 

 
No universo da poesia, escreveu diversos volumes, alguns publicados com as suas fotografias. Um de seus ricos trabalhos foi "A Lifetime of Love: Poems on the Passages of Life" (2002).

A incursão de Nimoy na música é bem curiosa. Ele interpretou a canção "The Ballad of Bilbo Baggins", composta por Charles Randolph Grean, que conta a história de Bilbo Baggins e suas aventuras no livro "O Hobbit", escrito por J.R.R. Tolkien (sim, aquele mesmo que será lançado em 2012 nos cinemas).

A gravação apareceu originalmente em "Two Sides of Leonard Nimoy", seu segundo álbum.
 
 
Nimoy lançou os discos "Leonard Nimoy Presents Mr. Spock's Music From Outer Space"(1967); "Two Sides of Leonard Nimoy"(1968); "The Way I Feel"(1968); "The Touch of Leonard Nimoy"(1969); e "The New World of Leonard Nimoy"(1970) - todos pela Dot Records (que ao longo do tempo e após várias fusões, é hoje a Universal Music Group).




Nimoy dirigiu esse videoclipe da banda "The Bangles", música "Going Down to Liverpool" (1985), onde ele aparece como motorista.



Ele também fez um versão do clássico "I Walk the Line", de Johnny Cash.




A voz de Nimoy aparece aqui sampleada, na música "What's On Your Mind? (Pure Energy)", do "Information Society" - a frase "pure energy", repetida inúmeras vezes, foi retirada do episódio "Errand of Mercy (Missão de Misericórdia)" da série "Jornada nas Estrelas: A Série Clássica" - inclusive esse disco da banda, que fez um dos mais representativos sons dos 80, tem vários samples de "Star Trek".

Nimoy esteve várias vezes aqui em Sampa; na última vez, ele foi entrevistado por Jô Soares - e eu estava lá!

Jô - Parte 01:



Jô - Parte 02:

E para encerrar essa postagem/homenagem, nada melhor que uma compilação de músicas de Leonard Nimoy:

1: The Ballad of Bilbo Baggins (1967)



2: The Lazy Song (na voz de Bruno Mars e estrelando Leonard Nimoy!)



 
Esse é Leonard Nimoy, um dos maiores artistas da atualidade.

E nós, seus fãs, só podemos desejar a você, a frase que você inúmeras vezes repetiu:

"VIDA LONGA E PRÓSPERA" !

Fonte: http://blogdeklau.blogspot.com.br/2011/03/leonard-nimoy-um-dos-maiores-icones-da.html


P. S.: Quando Nimoy completar 82 anos, eu vou postar mais pra vocês!